Post Top Ad

'Saudade': série propõe traduzir a palavra, dita intraduzível, através da arte

No dicionário Aurélio, a palavra saudade é um “sentimento melancólico devido ao afastamento de uma pessoa, uma coisa ou um lugar, ou à ausência de experiências prazerosas já vividas”. Tanto a palavra quanto o sentimento são indissociáveis em culturas de influência lusitana, como a nossa. Por falta de um vocábulo em outros idiomas que reúna toda a complexidade de significados do que nos parece tão corriqueiro, alguns dizem que saudade é um termo intraduzível. Assumindo o desafio de explicar esse sentimento, a série “Saudade” estreia no Curta!
Dirigida por Paulo Caldas e Bárbara Cunha, a produção busca entender o significado da palavra-título, além de mostrar a relação transversal entre ela e a produção artística lusófona contemporânea. Através de imagens e sons originais, uma narrativa emocional e envolvente é construída em uma viagem por entre a língua portuguesa. Entre sotaques, melodias e diferentes perspectivas, o público mergulha em um mar – outra palavra comum no léxico português – de beleza e poesia. As gravações ocorreram no Brasil, em Portugal, em Angola e na Alemanha.
 A série conta com depoimentos de artistas de diferentes países e gerações. Entre eles, os cineastas Ruy Guerra e Karim Ainouz; a coreógrafa Deborah Colker; o fotógrafo Bob Wolfenson, o ator e diretor Zé Celso Martinez Corrêa; a artista visual portuguesa Grada Kilomba, a arquiteta angolana Ângela Mingas, o músico e escritor paulistano Arnaldo Antunes e a cantora cabo-verdiana Mayra Andrade.
 “Saudade” é dividida em oito episódios temáticos de cerca de 52 minutos: “Muitas Saudades”, “O Olhar e a Saudade”, “Música e Saudade”, “Lugar e Saudade”, “Corpo e Saudade”, “Sentidos e Saudade”, “Morte e Saudade” e “Amor e Saudade”. Eles exploram manifestações que remetem às diferentes vivências desse sentimento.
casal de idosos dançando
O diretor Paulo Caldas conta que a ideia da produção surgiu por causa da ausência de dois grandes amigos e parceiros. Filmado durante três anos e em quatro países, a série trouxe para ele novas descobertas: “O que a gente descobriu é que não existe uma saudade, existem muitas saudades. Talvez por isso essa palavra seja tão difícil de ser traduzida em outra língua e tenha tantos significados, alguns até subjetivos”, comenta Caldas. “A saudade ligada à finitude é uma saudade diferente, mais doída e profunda e toca lugares muito determinantes e determinados. No episódio com o tema, conseguimos depoimentos elaborados de uma forma profunda, pessoal e sensível. Hoje, com a pandemia (de Covid), a saudade aumentou muito e estamos todos com muitas saudades diferentes. Quando tudo isso passar, a gente vai poder voltar a matar as nossas saudades”, completa. 
O primeiro episódio da série, assinada pela 99 Produções, estreia no canal Curta! às 21h do dia 8 de julho, a Quinta do Pensamento, na grade temática do canal. No mesmo dia, todos os oito episódios estarão disponíveis no Curta!On.

Sobre o Curta!
 O canal Curta! é um dos novos canais brasileiros da TV paga que mais aprovou projetos para financiamento pelo Fundo Setorial do audiovisual. Até agora foram financiados, para estreia no CURTA!, mais de 120 longas documentais e 800 episódios de 60 séries, atendendo à grade temática do canal: música, artes cênicas, metacinema, pensamento em humanidades, história política e sociedade.

Crédito de Conteúdo e Imagem: Canal Curta!

Revista Nós e outros Olhos
A Revista Nós e outros Olhos apoia a Cultura e incentiva ações como esta!
Propague a cultura você também... Isso só faz o bem!   

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe seu comentário

Post Top Ad

Visite nosso Instagram ;)