Post Top Ad

setembro 18, 2020

Ney Matogrosso é tema de documentário

por , em

Reconhecido tanto por sua voz singular quanto por suas performances surpreendentes, o cantor Ney Matogrosso é tema de documentário inédito, que estreia no canal Curta!. Centrado no impacto do artista na cultura brasileira, “Ney - À Flor da Pele” apresenta uma antologia audiovisual, composta por entrevistas históricas e clipes musicais, contemplando toda a sua bem-sucedida carreira.
Das primeiras aparições públicas no lendário grupo Secos & Molhados, na década de 1970, até os dias de hoje, o documentário mostra a transformação do artista. A roupa e a maquiagem extravagantes dos primeiros anos como cantor dos Secos & Molhados vão sendo deixadas de lado a partir da carreira solo. Em entrevista exibida no filme, Ney comenta que foi tirando a maquiagem aos poucos, a partir do momento em que se sentia mais seguro.
Desde cedo quebrando tabus relacionados às questões de gênero e sexualidade, Ney aparece, no filme, refletindo sobre o tema em declarações dadas ao longo de muitos anos. “Eu nasci transgressor e vou morrer transgressor. Tenho consciência do exercício da liberdade e vou morrer defendendo a liberdade até o fim. Sou um homem livre. Somos seres livres e temos que reafirmar isso o tempo todo (...) O que me deixa aliviado é que, em paralelo ao conservadorismo que existe hoje, tem surgido um movimento de liberdade, uma resistência muito forte em relação a essa gente careta e covarde. Existe uma juventude forte e livre, cheia de vida e tesão que não tem governo e nem nunca terá”, diz o artista. 
O documentário “Ney À Flor da Pele” é uma produção da Nepomuceno Filmes, dirigida por Felipe Nepomuceno e viabilizada pelo Curta! através do Fundo Setorial do Audiovisual (FSA). A estreia é na Segunda da Música 21/09, às 22h30.

O canal Curta! é um dos novos canais brasileiros da TV paga que mais aprovou projetos para financiamento pelo Fundo Setorial do audiovisual. Até agora foram financiados, para estreia no CURTA!, mais de 120 longas documentais e 800 episódios de 60 séries, atendendo à grade temática do canal: música, artes cênicas, metacinema, pensamento em humanidades, história política e sociedade.

Crédito de Conteúdo e Imagem: Agência Febre

Revista Nós e outros Olhos
A Revista Nós e outros Olhos apoia a Cultura e incentiva ações como esta!
Propague a cultura você também... Isso só faz o bem!
setembro 15, 2020

Cuidados essenciais para um Mundo pós pandemia

por , em

Das diversas pandemias que o Mundo já enfrentou, uma coisa é certa... Para a geração de hoje sempre haverá um Mundo antes do Corona Vírus e um Mundo pós Corona Vírus.

Assim como todas as pandemias que assolaram o nosso planeta, uma coisa que sempre se repete e que hoje também acontece muito, é que todos sabem o que deve ser feito, mas poucos tem agido corretamente para que esse momento se dissolva rapidamente.
Em todos os canais de comunicação temos orientações dos cuidados necessários para se evitar o contágio do Covid-19, mas muitos estão indo na contramão, literalmente! É claro, cada um tem seu motivo particular para seu próprio comportamento, mas independente do ego de cada um, hoje, mais do que nunca precisamos pensar de forma coletiva.

Precisou sair de casa para comprar mantimentos, remédios, trabalhar ou ir para uma consulta; ao voltar para casa se higienize corretamente, ou seja, tire o calçado na porta de entrada, deixe todas as coisas que carrega em um lugar estratégico para limpar posteriormente, vá direto para o banho sem tocar em nada e em ninguém no trajeto, coloque toda a roupa para lavar, lave a cabeça e o corpo. Saindo do banho, vá direto higienizar os objetos e compras com álcool ou lavando com detergente.

Agora sim! Está tudo ok! Pode até ser trabalhoso, mas com certeza esses serão os cuidados que irão proteger você e toda sua família.
Outro detalhe muito importante e que é preciso ter a consciência de todos, é que de forma alguma podemos receber ou fazer visitas (somente em caso de extrema necessidade e sem adentrar no interior da casa) e claro, passeios e viagens, pois como o vírus ainda está no ar, este é o momento de ficar o máximo que puder em seu lar.

Então se você pode ficar na sua casa trabalhando em home office, não tem o porquê de sair além do essencial, não é verdade? Mas se você precisa realmente sair para trabalhar, tome todos os cuidados diariamente e não faça visitas ou passeios como justificativa (por exemplo: "Já que tenho que sair para trabalhar também vou sair para outros fins"); então saia para trabalhar com todos os cuidados e sempre que possível fique em casa.

E se por acaso você tiver problemas e conflitos graves com as pessoas que mora (como violência e abuso), trabalhe suas estratégias e se movimente para sair dessa situação de uma vez por todas, afinal de contas, nada como a paz da sua casa para se sentir feliz. 

Lembre-se!
Esse é um vírus oportunista e essa Pandemia global é a prova disso.

Não relaxe e faça todo esse esforço para que você e todos aqueles que ama, possam sair do confinamento um dia, em um novo Mundo sem pandemia. 💕



Revista Nós e outros Olhos
Redação: Binha Martins
Fotografia: Fernando Zhiminaicela via Pixabay

setembro 08, 2020

Drinks originais com Amázzoni Gin - "Entre a Lua e as Estrelas"

por , em
Inspirado no conto da índia Naiá e a Lua, o drink de hoje além de nos fazer viajar através dessa lenda cultural, provará de uma vez por todas que os coquetéis brasileiros são sim, riquíssimos em conceito e detentores de muito sabor.
Desenvolvido por Vinicius Kodama de Curitiba/PR, um jovem bartender que conquista todos que provam da sua alquimia, o drink "Entre a Lua e as Estrelas" é a 4ª maravilha que a Revista Nós e outros Olhos está recriando do Livreto de Receitas da Amázzoni Gin. Massa, né? E assim como todos os drinks dessa série, hoje além de você conhecer a lista de ingredientes, também poderá conferir todo o passo a passo para recriar com grande estilo aí na sua casa.

Bora aprender?

Começa agora...
Drinks originais com Amázzoni Gin
Receita nº4 / Entre a Lua e as Estrelas
Método: Batido
Gelo: Esférico
Guarnição: Casca de Limão e Folha de Curry
Copo: Baixo

Ingredientes:
50ml de Amázzoni Gin
20ml de Suco de Limão Siciliano fresco
30ml de Xarope de Banana com Curry
1 Dash de Bitter
1 Toque de Cerveja IPA
Considerações iniciais:
Assim como no drink Coffee & Silk, onde ensinamos o preparo de um interessante Licor de Anis a base de Gin, para o drink de hoje também ensinaremos os segredos para um verdadeiro xarope (syrup) de Banana com Curry. Pois sendo este um ingrediente que trará um sabor totalmente peculiar ao drink, prepará-lo antecipadamente será imprescindível. A receita também é do Vinícius Kodama e vale muito a pena ter sempre em casa para ser usada em outras composições.

Xarope de Banana com Curry
Ingredientes:
1 Banana da Terra
20g de Manteiga
3g de Curry Masala em Pó
3 ramos de Curry
150g de Açúcar Cristal
150ml de Água

Preparo:
Frite a banana, os ramos e o masala na manteiga até escurecer a banana. Na sequência adicione o açúcar, a água e deixar entrar em ponto de fervura. Para finalizar, coe com uma peneira. Fácil e prático.

Mas caso você não consiga encontrar o Curry fresco na sua cidade, a nossa dica é que você conheça a Geleia de Banana com Curry da A Senhora das Especiarias de Gonçalves/MG, que não só tem a mesma essência deste xarope caseiro, mas é também super cremosa, conta com pequenos pedaços carnudos de banana e o melhor, já vêm prontinho para uso. Como acompanhamento em um churrasco fica um espetáculo!
Para nós, usar essa Geleia como ingrediente alternativo para substituir o xarope caseiro foi realmente muito interessante, pois tendo aromas e sabores muito similares, a única diferença é que um é coado e o outro não. Claro, a Geleia tem a sua cremosidade sem igual, por isso, ela se torna muito versátil em diversas composições. E sabe o que é mais legal? Sendo este um drink que é coado antes de servir, ela se mostrou perfeita para a ocasião.
Desenvolvida por Fernanda Kurebayashi, uma alquimista que tem o poder de transformar frutas em delícias inimagináveis, essa Geleia faz parte de um universo ainda maior de produtos que a Fernanda faz. Só para você ter uma ideia, além de fornecer para todo o Brasil, Fernanda também ensina e participa de diversas feiras nacionais.

Então para você que quer se aventurar na criação de Geleias e Chutneys, uma dica bem legal é conhecer o E-Book intitulado "A Alquimia das Frutas" no Instagram da A Senhora da Especiarias. Nele, você não só aprenderá técnicas para desenvolver as suas delícias em potes, mas terá também diversas dicas de composições com pratos e coquetéis. Bacana né? Sintonia pura com esta publicação! 😉
Então agora que você já tem este ingrediente em mãos, inicie o preparo do drink separando a medida indicada de Amázzoni Gin.
Para quem ainda não conhece, o Amázzoni Gin é uma bebida nascida no Rio de Janeiro/RJ e multi premiada pelo mundo inteiro. Para conhecê-la um pouco mais, super indicamos que você acesse o Drink Maria Pitanga para compreender sua origem, o Drink Coffee & Silk para ficar por dentro do seu manifesto e também o Drink Água das Águas para desvendar os diversos botânicos utilizados em sua produção.

E se você reparar bem, verá que sua garrafa também conta com um design bem exclusivo. Veja o que a própria Amázzoni nos fala sobre ela.

A GARRAFA
"Para executar um desenho exclusivo que remete aos frascos medicinais renascentistas, resgatamos as técnicas artesanais com vidro reciclado. O abraço que protege o Amázzoni Gin tinha que ser especial, assim como o líquido que descansa nele. As garrafas são produzidas individualmente e a perfeição delas é medida apenas pelos olhos atentos dos artesãos. Por isso, até as pequenas imperfeições são detalhes preciosos, testemunhos de todo o processo de produção." Amázzoni Gin
Gin separado, insira-o na coqueteleira.
Faça isso com os demais ingredientes (menos a cerveja).
Insira também algumas pedras de gelo e bata vigorosamente até gelar os dedos, rs.
 Após bater bem, coe duplamente em um copo baixo. Aqui nós coamos em um bowl antes de inserir no copo, só para você ver a cor e a textura que fica antes de servir.
Lembre-se que uma das pedidas para esse drink é que o gelo deve ser maciço e esférico... Então atente-se a esse detalhe e improvise aí na cozinha caso não tenha uma forminha, hein! 😁 Mas saiba que esse tipo de utilitário você encontra facilmente em lojas de produtos para festas/aniversários e de produtos especializados para coquetelaria.
Copo e gelo no esquema? Suavemente coloque a mistura que acabou de preparar.
Está ficando bonito né? Mas ainda não terminou não... A grande sacada vem agora!
Você se lembra que no início desta receita nós mencionamos que esse drink teve inspiração no conto indígena de Naiá e a Lua? Pois bem... Não sei se você sabe, mas diz a lenda que a índia Naiá por estar apaixonada, ia toda a noite na beira de um lago observar a beleza da Lua (também chamado de Jaci). Certo dia, ao ver a imagem da Lua refletida no lago, Naiá se atira nas águas de braços abertos tentando abraçá-la, mas por infelicidade do destino, acaba morrendo por afogamento. Ao ver essa cena, Jaci se comove de tal maneira que a transforma de imediato na Estrela das Águas - a famosa Vitória Régia.

E foi pensando neste conto e em uma forma de interligar esses dois mundos, ou seja, uma ponte para Naiá e Jaci, que Vinícius Kodama teve a brilhante ideia de juntar o Gin e a Cerveja no mesmo drink, unindo assim, duas bebidas tão distantes em um casamente perfeito.
E sendo o próximo passo a inserção da Cerveja IPA, ao fazer isso você não só verá o seu líquido completando o copo, mas também verá que essa ponte que interliga os mais variados mundos realmente existe. Inclusive, nós mesmos já mencionamos algo similar na receita do Drink Martelo de Thor (drink de hidromel com cerveja).
Para deixar esta receita ainda mais especial, no quesito cerveja nós utilizamos a Cerveja IPA da Cervejaria Therezópolis de Teresópolis/RJ, uma marca sinônimo de qualidade e que devido a sua origem centenária, é uma das cervejarias mais respeitadas do Brasil. Neste drink por exemplo, a versatilidade dessa bebida se mostrou digna de muita consideração.
Refrescante, clara, de suave amargor, com a força que toda IPA deve ter, com uma bela espuma e detentora de 6,5% de teor alcoólico, essa cerveja trouxe para este drink o poder necessário para uma ótima experiência. E além de ir muito bem como ingrediente na composição de drinks e coquetéis, essa cerveja é de fato perfeita para ser apreciada nas mais diversas harmonizações.

Então se você procura dicas de receitas e harmonizações com cervejas para recriar quando quiser na sua vida, a dica aqui é dar uma navegada em nossos conteúdos para encontrar muitas composições interessantes, como por exemplo, a imbatível receita de Batata Hassekback com Queijoque não só foi harmonizada com a Cerveja Bock da Therezópolis, mas o seu resultado final é incrível. Confira e conheça também um pouco da origem da cervejaria!
Após inserir a cerveja, chega o momento de finalizar o drink com a clássica decoração. Para isso, basta adicionar ao copo um pedaço da casca do Limão Siciliano (um grande twist) e um ramo fresco de Curry. 
Para falar bem a verdade... Você não tem ideia do quão aromático fica esse drink, é sem igual! Pois quando você sente o aroma terroso e penetrante do Curry aliado ao cítrico do Limão, isso antes mesmo de dar o primeiro gole, você já nota logo de cara que o drink é muito bom.

Ao provar, nitidamente você já sente um certo dulçor proveniente do Curry com a Banana, muito interessante por sinal. Logo em sequência, a potência do Gin começa a agir por toda a boca e, aliado as notas cítricas do Limão com o inconfundível amargo da Cerveja IPA, é como se a cada gole você viajasse pela Índia, Inglaterra e Brasil ao mesmo tempo. Verdade! Para nós, este é um drink totalmente tropical, refrescante, intenso e que em sua essência carrega o famoso gosto de quero mais! 😉
Agora... Levando em consideração todos esses aspectos refrescantes e terrosos, para deixar esta composição ainda mais inesquecível, indicamos que aprecie este drink com um petisco que traga também este mesmo conceito como base, neste caso, um suculento Canapé de Palmito com Antepasto de Tomate Confit e Pesto de Manjericão.
Representando o lado terroso desta harmonização, temos aqui um Antepasto de Tomate Confit com Pesto de Manjericão estupidamente aromático, que nos remete aos alimentos do mediterrâneo e que foi um dos grandes destaques no especial relacionado a 12 harmonizações com Cervejas Artesanais (acesse e conheça mais detalhes sobre este e muitos outros produtos).

Sendo perfeito para essa composição, este Antepasto produzido pela Fazenda Carioca do Rio de Janeiro/RJ, conta com pequenos traços de pimenta preta (o que lhe confere um ardidinho único ao paladar), seus tomates são sutilmente adocicados e o Pesto, hummmm, muito saboroso! Você sente mesmo a harmonia que o Manjericão traz para os alimentos. Na certa, é o toque especial que fará grande diferença em suas receitas.
Representando agora o lado refrescante desta harmonização e sendo a base ideal para acomodar o Antepasto, temos aqui um dos Palmitos de Pupunha mais macio que você poderá provar nos últimos tempos. Para nós, foi essa a sensação que tivemos ao prová-lo apenas fervendo-o em água com um toque de sal e vinagre. E além de serem super brancos (característica de um bom produto deste tipo), ele praticamente derrete na boca a cada mordida. Junto com o Antepasto e uma pequena folha de Curry, criou uma fusão de sabores exatamente como proposto acima. Top demais!
Produzido em Pariquera-Açu/SP desde 2005 pela Palmito PalmLand, uma marca que nasceu para mudar a vida do casal Carlos e Rita Matarazzo, o versátil Palmito de Pupunha in Natura que hoje apresentamos, não só faz parte de um belo projeto de vida, mas é sinônimo de extrema qualidade por onde passa.

"A ideia inicial era morar na praia. Pesquisamos opções de negócios nos litorais de São Paulo e Paraná, como criação de peixes, ostras, camarão e acabamos encontrando o cultivo do palmito pupunha. Na época ainda pouco conhecido. Em 2005 compramos uma propriedade em Pariquera-Açu (a 40km da praia), começamos o cultivo e entre erros e acertos, a plantação foi se formando.

Em 2008 os primeiros pés começaram a ficar em ponto de corte, e como meu marido é Engenheiro de Alimentos e tem larga vivência em fabricas de alimentos, em vez de vender para fábricas locais, começamos a processar minimamente o palmito e vender o produto in natura em São Paulo, principalmente em lojas de hortifrútis, restaurantes e rotisserias. Em fevereiro de 2008 nascia o Palmito PalmLand, com corte inicial de 50 pés/semana. Atualmente são 4.000 pés/semana.Rita Matarazzo
Não sei se você sabe, mas uma curiosidade muito interessante sobre o Palmito Pupunha é que ele é a única espécie de Palmito que pode ser comercializada in natura. Verdade! Segundo a própria PalmLand, as demais se não forem consumidas brevemente, precisam obrigatoriamente ser colocadas em conserva, pois oxidam/escurecem rapidamente em pouquíssimo tempo.

Então já sabe, sempre que possível consuma este alimento em suas refeições, pois devido ao seu alto valor nutricional (Vitamina A, C, complexo B, Zinco...) e seu sabor inigualável, o Palmito Pupunha não só é perfeito para a saúde, mas devido a sua estética, irá abrilhantar todas as suas receitas.
O Autor de Entre a Lua e as Estrelas
Vinicius Kodama Yoshinaga
Ponto Gin - Curitiba/PR

Jovem, criativo, com um talento de causar admiração e com um semblante que transmite muita confiança naquilo que faz, o bartender Vinicius Kodama é a mente por trás do drink Entre a Lua e as Estrelas, que assim com dissemos mais acima, foi criado especialmente para o livreto de receitas da Amázzoni Gin.

"Entre a Lua e as Estrelas" é um nome dado a partir da lenda de Naiá e Jaci. Mostra que mesmo universos tão longínquos ainda podem ser alcançados com paixão e esforço." Vinicius Kodama
Inspirado por Igor Bispo, Gustavo Smolinski Shingo Gokan, bartanders que segue e admira desde que iniciou a carreia, Vinicius Kodama antes de trabalhar na área nunca havia experimentado bebida alcoólica na vida, mas ao trabalhar pela primeira vez em uma balada (meio sem saber o que ia acontecer), a busca pela curiosidade foi despertada no mesmo momento que percebeu a grandeza que o universo da coquetelaria tem.

Estando hoje à frente dos drinks e cocktails do Ponto Gin, um aclamado bar em Curitiba/PR, Vinicius Kodama vê que a comunidade dos bartanders no Brasil é muito unida e respeitosa, ou seja, cada um expressa a sua qualidade e todos aprendem em conjunto. Massa né? Então se você algum dia tiver a oportunidade de provar um drink elaborado por esse cara, não perca tempo, experimente!
E aí, gostou da nossa versão do Entre a Lua e as Estrelas?
Tem alguma receita que você gostaria de ver por aqui?
Então conte pra gente abaixo nos comentários e fique atento!
Em breve outros drinks desta deliciosa série com Amázzoni Gin 👍

Faça em sua casa e viva esta experiência...
Envolva-se!
Conheça mais sobre os produtos apresentados:
Redirecionamento para "Instagram" ao clicar nas imagens.
Revista Neoo


Revista Nós e outros Olhos
Créditos de Conteúdo e Fotografia: Revista Neoo
Créditos para foto de Vinicius Kodama: Munir Bucair Filho
Créditos Drink Entre a Lua e as Estrelas: Amázzoni Gin

Cenário:
Angostura com Aromatic Bitter
Let´s Gin com Copo Dosador
Oficina Lica Cruz com Prato de Cerâmica
Ateliê Toca do Tatu com Bowl de Cerâmica
Ateliê Patricia Mira com Guardanapo de Pano
Jardim de Fadas com Miniatura decorativa em vaso
agosto 31, 2020

Palha Italiana de Dadinho

por , em
Você sabia que apesar do nome, a Palha Italiana não tem origem italiana? Sim, isso é verdade! A Palha Italiana é um doce de origem brasileira mas teve sim, forte influência dos imigrantes italianos com o tradicional Salaminho de Chocolate, que aqui no Brasil, tiveram que adaptar a sua receita.

A partir dessa mistura de culturas, o Salaminho de Chocolate (feito com amêndoas torradas e friccionadas) uniu-se ao nosso Negrinho/Brigadeiro dando nascimento à nossa Palha Italiana.
Fato curioso é que o Brasil recebeu 3 imigrações italianas históricas, uma no final de Século XIX, outra na década de 60 e a última, que teve início no ano 2000. Para nós, este povo marcante que conquistou nossos corações, com suas delícias gastronômicas também conquistaram nosso paladar. Por isso, esta receita fazemos em homenagem ao ano 2000, ano que iniciou essa terceira imigração história, onde recebemos em torno de 30 mil italianos.

E abrasileirando ainda mais a nossa querida Palha Italiana, hoje apresentamos uma versão elaborada por Sandra Candido e sua filha, Laís Candido (ambas do Empório Santa Catarina de Americana/SP) para o Livreto de Receitas Musicais com Dadinho... Tudo para te inspirar a recriar na sua casa em grande estilo! Vamos lá?

Palha Italiana de Dadinho
Ingredientes:
Palha Italiana de Dadinho
Para o Brigadeiro
800g de Leite Condensado
3 colheres de sopa de Cacau
3 colheres de sopa de Amendoim torrado sem pele e triturado
4 colheres de sopa de Creme Dadinho
2 colheres de sopa rasa de Manteiga

Para a montagem
Brigadeiro de Dadinho
500g de Creme Dadinho
2 pacotes de Bolachas Maisena
Dadinhos Tradicionais para decorar

Receita e passo a passo - Palha Italiana de Dadinho
Preparo: O primeiro passo preparar o Brigadeiro de Dadinho, pois ele será a base de toda a montagem. Para isso, basta colocar todos os ingredientes em uma panela, levar ao fogo médio e mexer sem parar até dar o ponto de Brigadeiro mole. Deixe esfriar.

Assim que o Brigadeiro esfriar, forre uma assadeira com papel filme (tanto nos fundos quanto nas laterais) e faça uma camada utilizando metade do que preparou.
Na sequência, coloque uma camada de Bolachas Maisena e em seguida...
Coloque uma camada beeeeeem generosa de Creme Dadinho, que aliás, com certeza será o grande diferencial da sua receita. Vai por nós... Fica bom demais!

Agora faça mais uma camada de Bolacha Maisena e finalize com o restante do Brigadeiro.
Agora cubra com papel filme e leve à geladeira por 6 horas. Após esse período, desenforme e corte em pedaços com uma espátula ou faca.
Uma dica bem legal que você também poderá agregar na sua receita, é passar cada pedaço em Amendoim triturado (natural - sem açúcar nem sal) que além de dar aquele toque crocante, fica muito gostoso.
Agora sim, dê aquele toque especial finalizando com Dadinhos Tradicionais e voilá... É só correr para o abraço... Hummmm 
Lembre-se de conservar na geladeira e de compartilhar com sua família, pois essa receita não só foi pensada para render aproximadamente 24 Palhas Italianas, mas para ser comida em boas companhias ;)
E aí? Gostou dessa receita?
Então faça em sua casa e viva essa experiência!

Até a próxima ;)
Revista Nós e outros Olhos
Créditos de imagem e conteúdo: Dadinho
Produção: Revista Nós e outros Olhos
Confeiteiras Convidadas: Sandra e Laís Candido do Empório Santa Catarina

No cenário:
Atelier Keramos com Pratos de Cerâmica
Atelier Cozinha & Coisinhas Denise com Sousplat

Rocambole de Dadinho
Em homenagem aos 65 anos do grande e saboroso Dadinho, a Revista Nós e outros Olhos foi convidada a elaborar 15 receitas cheias de conceito para o cobiçado livreto "Receitas Musicais"! E a Palha Italiana é uma delas 😉 É o Dadinho mandando ver e mostrando que muitas novidades estão vindo pela frente!

Post Top Ad

Visite nosso Instagram ;)