Post Top Ad

Temperos da Terra: Uma receita indígena

Temperos da Terra, uma receita que inspira levar para sua mesa os costumes e as tradições indígenas do Brasil. Uma receita a ser respeitada pelo seu simples preparo, por sua ideologia, por ter somente temperos que encontramos na superfície do nosso Planeta e por não levar nenhum tipo de Sal... Sim, nenhum Sal! Aqui são as especiarias naturais que trarão a cor e o sabor desejado ao prato.
Revista Neoo
Feito apenas com Peixe, Abóbora e Farofa de Banana, para realizar esse prato você deve ter em mente que as cosmovisões de algumas tribos indígenas separam o dia em quatro partes distintas, sendo a manhã o elemento fogo (devido ao nascer do Sol), a tarde o elemento terra (onde os seres terrestres estão em plena atividade), a noite o elemento água (onde a Lua influencia todas as marés) e de madrugada o elemento ar (onde se pode acessar outras realidades, como a dos sonhos por exemplo)

De manhã, onde tudo se ativa, é o momento perfeito pra você já ir se planejando para executar esse prato, que inclusive, é uma ótima pedida para os Sábados! Então vá em sua dispensa e veja se tem todos os ingredientes para desenvolver essa receita mais tarde.

Ingredientes Temperos da Terra:
1 Tilápia (peixe) inteira
Fatias de Abóbora Cabotia
Banana Prata
Farinha de Mandioca
Tomilho
Orégano

Para harmonizar:
Água saborizada (aromatizada) feita apenas com rodela de Laranja e Limão.
Revista Neoo
Se você mora perto de um rio, mar, lago ou no caminho de uma cachoeira, ao invés de comprar o Peixe, que é uma das refeições mais típicas nas Tribos, você (à sua maneira) poderá pegar a sua vara de pescar e bem cedinho, caçar o seu alimento assim como eles, neste caso, somente o necessário para essa refeição ok. Mas se você morar em meio às grandes metrópoles, tudo bem também, faz parte, então vá até uma peixaria de confiança e peça o seu peixe.

Acessando o campo da tarde, onde tudo se concretiza, é o momento perfeito para dar base a sua receita e organizar o ambiente. Então já deixe todos os ingredientes (que pela manhã já listou) separados e prepare-se para cozinhar. Se desejar, tome uma bebida esperta e coloque uma música que goste em som ambiente, dessa maneira esse preparo se torna rítmico e o resultado final tenderá a ser melhor que o esperado ;) 

Inicie então limpando o seu Peixe e corte em pedaços generosos.
Revista Neoo
Sobre o Peixe, existem diversas maneiras de prepará-lo ao estilo indígena, como por exemplo na folha de bananeira, assado sobre a brasa, em ensopados e até mesmo grelhados ou chapeados (podendo ser na pedra ou em outra superfície). Mas para você adaptar em sua casa, você poderá assar no forno, na grelha da churrasqueira ou em uma frigideira, assim como em nossa versão, onde ele é chapeado na frigideira completamente envolto de Tomilho e Orégano.
Temperos da Terra: Uma receita indígena
É um empanado natural por assim dizer, mas sem usar ovos ou leite para dar aquela liga para grudar, aqui somente o Tomilho e o Orégano secos (juntos e misturados em uma tigela) passados diretamente sobre a carne do peixe será o suficiente para isso.
Temperos da Terra: Uma receita indígena
O Orégano é muito versátil e todos sabemos que ele é uma das especiarias mais utilizadas no Mundo. Parece que ele nasceu para ser utilizado em composições de Saladas (veja um exemplo nesse Lanche Vegano), além disso, o Orégano também é perfeito para ser incluído no preparo de alimentos que vão ao fogo. Nós mesmos já fizemos algo semelhante em uma receita de Cupim Assado ao molho de Cogumelos com Mel e ficou uma delícia.

Fora isso, o Tomilho (que é muito indicado para afecções pulmonares e um excelente estimulante digestivo) nesta receita trará um gostinho levemente adocicado e peculiar de Terra. Legal né, é o poder do Tomilho abrilhantando ainda mais o seu alimento :)
Temperos da Terra: Uma receita indígena
Essas especiarias em especial são produzidas pela Kampo de Ervas de Ribeirão Preto/SP, uma marca que segue a filosofia Neoo dos novos tempos e que temos sempre o prazer de apresentar por aqui. E se tratando de receitas com Peixe, não deixe de dar uma sapeada no Salmão ao Molho de Maracujá (onde usamos um óleo aromatizado de manjericão) e no Atum com Grãos de Mostarda, ambos com produtos da Kampo de Ervas para te inspirar ainda mais. 

Fundada por Ademar e Eliza, ambos engenheiros agrônomos, a Kampo de Ervas nasceu a partir da Oficina de Ervas, uma farmácia de manipulação especializada em plantas medicinais que oferece plantas em cápsulas, tinturas, cremes, xaropes e muito mais.

Hoje a maioria da produção das plantas orgânicas são provenientes do Sítio da Mata, propriedade da Kampo de Ervas, mas como a demanda por alimentos orgânicos está crescendo, a Kampo de Ervas está começando a adquirir diretamente dos pequenos agricultores que vivem apenas do cultivo. Essa é uma maneira de incentivar ainda mais a agricultura familiar para que todos prosperem no final. E olha que essa história começou de forma caseira, para o consumo próprio, para seus familiares e amigos.
Temperos da Terra: Uma receita indígena
Com o Peixe já envolto das especiarias, reserve para poder preparar outro acompanhamento, a Abobora Cabotia. Corte ela em tiras (incluindo a casca) e a coloque em água quente (já fervendo) até ficar al dente, assim ela se manterá integra ao ser usada como base para o Peixe. Não precisa por Sal na água, aqui sugerimos colocar um pouco do Orégano Seco para dar um leve aroma.
Revista Neoo
Com a Abobora já cozida, pegue umas duas tiras e retire sua casca. Pique-a, refogue e faça uma farofa com a Banana Prata e Farinha de Mandioca. 
Revista Neoo
Antes de chapear o Peixe, indicamos que aproveite o finalzinho da tarde e já prepare o ambiente, principalmente a mesa, que em nossa sugestão a decoração deve ser mais minimalista e que contenha os Quatro Elementos da Natureza para trazer mais autenticidade a essa receita.
Temperos da Terra: Uma receita indígena
A começar pelos pratos (em harmonia com a colher) simbolizando o elemento Terra, que com seu formato de folha nos transporta diretamente para o berço da Flora mais importante de Mundo, a Floresta Amazônica. É um tipo de detalhe que fará a total diferença na apresentação da sua receita e vá por nós, é perfeito para o Temperos da Terra.
Temperos da Terra: Uma receita indígena
Inspirados na beleza, nas formas e nervuras da Natureza, esses pratos são um fruto alquímico da Artista e Ceramista Cleusa Peron de Piracicaba/SP, que há alguns anos encontrou na cerâmica o refúgio terapêutico para tratar da ansiedade. De tão certo que deu essa terapia, após participar de vários workshop's e cursos, Cleusa com muita confiança deu seus primeiros passos e abriu o seu tão sonhado Atelier utilizando seu próprio nome, dando assim, mais propriedade e autenticidade a sua arte.

Fora a produção de peças utilitárias como essas, em seu Atelier ainda desenvolve peças voltadas para decoração e acessórios femininos de moda. Inclusive, em breve iremos publicar um especial voltado para horta em vasos e o Atelier de Cerâmica Cleusa Peron estará participando com uma peça super exótica para deixar sua planta ainda mais requintada... Aguardem que logo logo muitas novidades virão por ai ;)
Temperos da Terra: Uma receita indígena
     Reconhecida nacionalmente por suas peças, Cleusa ainda orienta aulas práticas e técnicas em seu Atelier, onde o aluno além de desenvolver a criatividade, ainda leva a sua criação para casa. E se você tem um restaurante, saiba que entrando em contato poderá encomendar peças exclusivas para deixar os seus clientes de queixo caído. Super indicamos ;)
Temperos da Terra: Uma receita indígena
Agora sim, com a mesa montada coloque seus Peixes para chapear em uma frigideira quente (mas mantenha o fogo baixo). Vire a cada 2 minutos e quando o empanado de ervas estiver bem crocante, será a hora de tirar. Aproveite o intervalo entre as viradas e traga um pouquinho de luz natural ao ambiente (principalmente na mesa) dando aquele clima gostoso e social da noite no ar.
Revista Neoo
Tudo pronto, hora de montar o prato!
Primeiramente faça uma cama (base) com a Farofa.
Revista Neoo
Em seguida posicione por cima da Farofa duas tiras da Abóbora.
Revista Neoo
Finalize colocando o Peixe deitado suavemente sobre as Abóboras.
Voilá... Seu prato está pronto para ser apreciado! 
Revista Neoo
Mas antes, prepare a água saborizada para harmonizar. Ela é muito fácil de fazer e seus convidados, você e principalmente sua família, irão se apaixonar pela ideia. Experimente com diversas frutas ;)
Revista Neoo
Para fazer a água saborizada basta colocar em um copo alto uma rodela de Limão, uma rodela de Laranja e completar com água gelada, pronto! Um sabor sutil, agradável e levemente cítrico para combinar perfeitamente com seu Peixe. Aqui uma Witbier com toques cítricos de Limão Rosa da Cervejaria Jybá por exemplo, vai muuuuito bem também! (veja as 12 Cervejas de 2018
Revista Neoo
Por fim...

Prove, saboreie e agradeça pelo seu alimento,
ele é sagrado e deve ser sempre respeitado!

Essa é a lei, essa é a regra,
essa é a ordem para todos que vivem sobre a Terra!

Que o alimento nunca falte em sua mesa.

Bom apetite!
Revista Neoo
Participação especial:
Redirecionamento para "Instagram" ao clicar nas imagens.
Revista NeooRevista Neoo

Revista Nós e outros Olhos
Redação: Davi Oliveira
Créditos de Conteúdo e Fotos: Revista Neoo

No Cenário:
Copos / Tauá Cerâmica
Cactos Luminária / Lili Barros Cerâmica
Toalha de Mesa e Guardanapos de Pano / Juju Figueiredo Patchwork
Tábuas de Madeira / Cozinha & Coisinhas Denise
Tigela / Oficina Lica Cruz
Tamanduá de Madeira / Mandi Artesanato Guarani
Vaso da Linha Bali Carmenn Presentes

Citações:
Cervejaria Jybá

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe seu comentário

Post Top Ad

Visite nosso Instagram ;)