Post Top Ad

Iemanjá, um Orixá para estar bem pertinho de você

Hoje, 2 de Fevereiro, celebramos, honramos e reverenciamos um dos Orixás mais amados no Brasil, Iemanjá.
Dia de Iemanjá
Normalmente, esta data é usada pelos adeptos do Candomblé, já em 8 de Dezembro, pelos adeptos da Umbanda. Cada "tribo" tem uma concepção sobre quando celebrar e só para terem uma ideia, na África tem regiões que celebram em dias e meses diferentes, onde em alguns lugares celebram em Novembro e outros até em Junho.

Iemanjá é um Orixá tão amado que muitas pessoas são devotas mesmo sem ter ligação direta com uma religião específica, pois é um Orixá que de alguma forma se mostra presente na vida dessas pessoas.

Pelo simples fato de ser sempre ouvida e atendida, sempre me senti próxima à Iemanjá, por isso, acredito que muitas pessoas sentem essa ligação com Ela exatamente como eu.

E foi em uma conversa bem interessante com o líder espiritual Bàbáláwo Ifawoke Awotunde Aworeni (Pai Vagner) do Portal Ogum 7 Bandeiras de São Paulo/SP, que conheci muito mais sobre Iemanjá.
Dia de Iemanjá
Sacerdote Bàbáláwo Ifawoke Awotunde Aworeni (Brasil) e Sumo Sacerdote o Arabá Agbaye Aworeni (Nigéria)
Inclusive, seu nome original é Yemojá (aqui, considere um ponto abaixo na letra "o"- a fonética do "o" com ponto abaixo é de "ó")Iemanjá ou Yemanjá é uma maneira inventada de falar o nome do Orixá e que acabou pegando devido a uma certa familiarização com o nosso idioma. Assim como Orixá, que na realidade é Òrìsà (com um ponto abaixo do "s").

Bàbáláwo Ifawoke Awotunde Aworeni me contou muitas coisas sobre Iemanjá e neste dia especial compartilho com todos vocês, para que a partir dessas informações, todos possam se aproximar cada vez mais Dela.

Yemojá, nossa Iemanjá
Dia de Iemanjá
Yemojá é uma Divindade Feminina e de Yorubá. Só para esclarecer, Yorubá não é exatamente um País, até porque a cultura de Yemojá se espalha por alguns países do Sul da Nigéria, local popularmente conhecido por Yorubaland.

Considerada um Òrìsà Funfun, ou seja, da energia branca, seu Culto tem diferenças em cada cidade. Hoje no mundo, o Culto mais forte está em Gbagura e em Abeokuta, aqui no Brasil ela é muito cultuada não só no Rio de Janeiro/RJ, mas em diversos outros estados também.

A origem do local onde se cultua Yemojá é no Rio e não no Mar, tanto é que seu nome vem de YéYé Omó Ejá, que quer dizer aproximadamente: "Mãe cujo seus filhos são peixes". Porém Ela aceita sim as oferendas e reverencias que são feitas no Mar.

Bàbáláwo Ifawoke Awotunde Aworeni esclarece que sobre os Òrìsàs, existem versões e entendimentos que mudam conforme a família e a região, sendo que cada "tribo", tem sua forma de honrá-los e cultuá-los.

Essas informações são para que você possa reverenciar essa incrível Divindade da forma correta, te aproximando cada vez mais Dela.

A começar com a saudação:
Odòiyá
Odò = rio
Ìyà = mãe

Yemojá, Mãe do Rio, que em muitos lares tem um lugar especial, um Altar onde se é depositado a fé da fluidez das águas e dos sentimentos profundos.

E para te inspirar a ter esse Orixá cada vez mais pertinho, montamos um Altar com peças que trazem esse tipo de energia da Natureza para dentro de Casa.
Dia de Iemanjá
Aqui cada elemento foi pensado em Iemanjá e em tudo que Ela gosta e representa. E em um pequeno espaço, construímos um lugar especial, com águas fluindo, flores, pedras de rio, velas e é claro uma imagem que a represente.

A cor predominante de Iemanjá é o branco, mas outras cores que remetem à sua Natureza são muito utilizadas como o violeta, azul celeste e o prata.

E assim como o Fio Prata (Fio Antakarana) que nos conecta a todo o Universo, neste Altar a Iemanjá é representada por uma escultura de alumínio da Alumínios Parisotto de Londrina/PR.
Dia de Iemanjá
Essa escultura de alumínio da Iemanjá deixa o Altar com um ar de puro mistério, o que tem tudo a ver com o Orixá. Sua cor prata, dá aquela sensação de fluidez de rio. E também a forma artística que eles desenvolvem a peça também conta. Eles fundem o alumínio junto com outros materiais, como por exemplo madeira e pedras naturais, sendo produtos criados de acordo com sua utilidade, como nos pés da Iemanjá, que contém conchas.

Susy Parisotto, uma das idealizadoras da Alumínios Parisotto, conta que sempre teve contato com a Arte em sua vida, sendo cada época de uma maneira. Quando criança teve uma forte ligação com a Dança e com as Artes Plásticas foi desenvolvendo ao longo do tempo. E fala que a Alumínios Parisotto é o resultado de toda uma trajetória ligada à Arte de um modo geral.

Antigamente a empresa usava o nome de Irmãos Parisotto, pois além da Susy também atuava seu irmão Rafael como o designer e artista plástico e a irmã Gracyanne na área administrativa. Um nome que já tinha vindo do trabalho do avó paterno com seus irmãos. Mas com a perda da irmã, decidiram mudar o nome para Alumínios Parisotto.

Eles fazem esse trabalho há mais de 15 anos e além da Iemanjá, confeccionam peças de outras Divindades Africanas e também alguns Santos.

  Para confeccionar a Iemanjá, Susy se inspirou na Divindade como uma energia delicada e ao mesmo tempo muito forte, poderosa e rica em simbologia, como por exemplo, os braços de um modo acolhedor.
Dia de Iemanjá
E desse mesmo modo, cuidamos de cada detalhe, como por exemplo, ter uma fonte com água corrente simbolizando as águas dos rios que correm e também trazendo a energia fluídica para este espaço.

E com amor você cuida desse Altar, mantendo-o limpo e ativo.

Ativamos o Altar todas as vezes que acendemos a chama de uma vela... Chamando e se comunicando, falando ali as nossas preces, fazendo um pedido ou agradecendo por algo. E para trabalhar o elemento Fogo é importante pensar em segurança, por isso indicamos o uso de um protetor/base de vela, como por exemplo este Cachepô de Vidro do Atelier Leila Brasil do Rio de Janeiro/RJ.
Dia de Iemanjá
Essa é uma peça feita artisticamente pela Leila Brasil com a técnica Fusing, que é usada há mais de 1500 anos a.C., onde pedaços de vidro são fundidos em um forno a uma temperatura de 850°C.
Dia de Iemanjá
Este Cachepô é uma peça multiuso. Dá uma olhada em outra forma de usá-lo no publicação "A Tradicional Hora do Chá"

E neste mesmo contexto de cuidados com a Divindade, não podemos esquecer a oferenda de flores, uma atividade tão tradicional para agradar e cuidar de Iemanjá, onde as flores brancas são as suas preferidas.
Dia de Iemanjá
E para presentear a Mãe do Rio com flores, escolha um belo vaso ou copo... Como este copo de cerâmica da Tauá Cerâmica de Campinas/SP.
Dia de Iemanjá
Confeccionado pela Ceramista Cris Rocha com esmaltes atóxicos, essa peça pode ser tanto usada para decoração, para servir bebida a mesa, pode ser levada ao forno, fogão, máquina de lavar... Enfim, dando para nós infinitas possibilidades de uso.
Dia de Iemanjá
Somos fãs do trabalho da Cris Rocha e quem acompanha a Revista com certeza já se deparou com alguma peça dela por aqui, inclusive tem um vaso dela para Flores de Lótus na publicação "Jardim de Inverno, o melhor investimento que você pode fazer", que também pode ser uma opção para o Altar de Iemanjá. Neste caso, o movimento das águas é feito pelos peixes que moram no vaso com as Flores de Lótus... Uma bela oferenda viva.

E uma outra atividade tradicional de oferenda é de adornos para Iemanjá.
Dia de Iemanjá
Neste caso é importante que o ornamento tenha a ver com a Divindade, como por exemplo este Colar da Ojire Moda Afro de São Paulo/SP. Uma peça em azul marinho e celeste, com búzios em ouro velho; um colar digno para a Iemanjá.
Dia de Iemanjá
Com este tipo de peça você tanto pode fazer uma oferenda como também colocar no Altar para Iemanjá energizar para você usar.
Dia de Iemanjá
Em 2017, fizemos uma publicação Especial do Dia dos Namorados com outra peça da Ojire Moda Afro que você também pode usar neste contexto. É também um lindo Colar com predominância em azul e ouro velho.

E outra coisa bem interessante que você pode fazer, é se consultar com o Bàbáláwo Ifawoke Awotunde Aworeni (Pai Vagner) para saber qual a sua relação com Iemanjá (Yemojá) ou até mesmo para esclarecer quais são os Orixás que estão mais próximos de você, ajudando a atuar com as energias que favorecem seus caminhos.

Ele assumiu o Portal Ogum 7 Bandeiras como Bàbá há 28 anos, mas sua relação com a Umbanda vêm desde seu nascimento, uma tradição passada pelo seu Pai e toda sua ancestralidade. Sacerdote Bàbáláwo, iniciado em Ifá e atua de forma impecável em seu centro e em todo local por onde passa.
Dia de Iemanjá
Agora que um novo universo de conhecimento se abriu sobre suas cabeças, siga essas dicas para você se aproximar cada vez mais de Iemanjá. Crie um Altar natural que emane bastante energia positiva e fluídica em sua casa ou até mesmo no trabalho.
Dia de Iemanjá
E para concluir com chave de prata, música de Maria Bethânia para celebrar este Dia tão especial,
O Dia de Iemanjá!

Participação especial nesta Publicação:
(Redirecionamento para o Instagram ao clicar nas imagens)
Dia de IemanjáDia de Iemanjá
Dia de Iemanjá
Dia de IemanjáDia de Iemanjá

Revista Nós e outros Olhos
Redação: Binha Martins
Créditos de Conteúdo e Fotos: Revista Neoo

No Cenário:
Fonte de Pedra: Aquarium Americana

Menção:
Maria Bethânia

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe seu comentário

Post Top Ad

Visite nosso Instagram