Post Top Ad

Nouvelle Vague: Movimento que lançou o cineasta Godard é tema de filme

Em homenagem ao diretor Jean-Luc Godard, falecido nesta terça-feira, 13 de setembro, o Curta! e o Curta!On apresentam o documentário  “Nouvelle Vague: A Grande Onda do Cinema”. O filme conta a história do movimento artístico que nasceu na França e marcou o cinema mundial, sobretudo durante as décadas de 1950 e 1960, por seu caráter contestatório e revolucionário.

Desse grupo, saíram grandes nomes da sétima arte, entre eles o próprio Godard. “O cinema francês era, definitivamente, um regime de inquisição, de celas e compartimentos nos quais havia tabus e leis. Queríamos mostrar que tudo isso era inútil”, conta o cineasta em um registro incluído no documentário.

Nouvelle Vague: Movimento que lançou o cineasta Godard é tema de filme

Além dele, diretores como François Truffaut e Agnes Varda são assunto do documentário “Nouvelle Vague: A Grande Onda do Cinema”, uma coprodução da Arte France e da INA. No Curta!, será exibido neste sábado, 17 de setembro, às 21h. No Curta!On – Clube de Documentários, o filme pode ser assistido a qualquer momento; basta acessar a ClaroTV+ ou o site CurtaOn.com.br.


Trechos de filmes da época contam a história da Nouvelle Vague, como “Os Primos”, de Claude Chabrol, “Os Incompreendidos”, de Truffaut, e “La Pointe Courte”, de Agnés Varda. As cenas são mescladas com um impressionante acervo de entrevistas com diretores como Godard, Truffaut, Chabrol e Varda.

Nouvelle Vague: A Grande Onda do Cinema

 Outros profissionais que se envolveram com o movimento também aparecem em entrevistas, entre eles o arquivista Henri Langlois, cofundador da Cinemateca Francesa, e o cinegrafista e diretor de fotografia Raoul Coutard. Atores como Jean-Paul Belmondo, Brigitte Bardot e Gina Lollobrigida estão entre os que aparecem no longa.

A Nouvelle Vague daria espaço para jovens cineastas, muitas vezes iniciantes nesse ofício, dispostos a quebrar padrões e, ao mesmo tempo, enfatizar novos valores trazidos por aquela geração. As produções acabaram por refletir o contexto de efervescência cultural e política vivido em diversas partes do mundo.

Por apresentar filmes e entrevistas realizados sobretudo em meados do século XX, “Nouvelle Vague: A Grande Onda do Cinema”, dirigido por Florence Platarets, é composto em quase sua totalidade por imagens em preto e branco. Porém, o documentário, em seus momentos finais, exibe cenas coloridas como as de “Uma Mulher é uma Mulher”, de Godard, e “A Princesa de Cleves”, de Jean Delannoy, acompanhando a passagem do tempo e a evolução tecnológica do cinema.


Nouvelle Vague
A Grande Onda do Cinema

Foi durante os anos 1960 que se deu o nascimento e a ascensão da Nouvelle Vague francesa. Caracterizada como um movimento cinematográfico de vanguarda, liderado por diretores como Jean-Luc Godard e Agnès Varda, deu origem a atores icônicos como Brigitte Bardot e Jean-Paul Belmondo. A Nouvelle Vague produziu uma nova geração de cineastas, mas também novos corpos de atores, uma revolução técnica e estética, uma forma totalmente diferente de se produzir filmes. É, acima de tudo, uma ideia nova de cinema, mais próxima do romance ou da arte moderna do que do cinema comercial. Diretor: Florence Platarets. Duração: 52 min. Classificação: Livre.


Revista Nós e outros Olhos

A Revista Nós e outros Olhos apoia a Cultura e incentiva ações como esta!
Propague a cultura você também... Isso só faz o bem!

Crédito de Conteúdo e Imagem: Canal Curta

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe seu comentário

Post Top Ad

Acesse o nosso Instagram