Post Top Ad

Como calcular corretamente o preço de venda do seu artesanato?

Tudo que se refere a artesanato vem se desenvolvendo muito nos últimos anos, e é cada dia mais comum a gente encontrar vídeos e outros materiais ensinando diversas maneiras para que você artesã(ão) possa desenvolver suas habilidades e crescer com o artesanato.
Imagem: Stevepb

Até alguns anos atrás, a maneira mais comum que as(os) artesãs(ãos) usavam para calcular o preço do seu artesanato era somar o custo do material e multiplicar por 3. Mas essa maneira não é a mais adequada, pois dependendo da técnica artesanal que você trabalha, a sua peça pode ficar muito cara e dificultar a venda, ou muito barata e até te dar prejuízo.

Quando você consegue calcular corretamente o custo de produção de sua peça, você sabe exatamente o quanto você gastou e assim tem condições de colocar um preço justo, de forma que ela não fique muito cara, mas que você também não tenha prejuízo. Consequentemente você vai vender bem mais.

Mas isso acontece por quê?
Imagem: Alexas_Fotos

A resposta é simples: essa forma de calcular não considera todos os itens que se deve levar em conta.
Uma peça que possui um material com custo baixo, mas que leva dias para ser produzida, certamente lhe trará prejuízo, pois você não estará levando em conta o valor das suas horas de trabalho.

Por outro lado, se a peça possui um material com custo alto, mas você consegue produzir várias em um só dia de trabalho, não faz sentido você colocar um preço alto e não vender quase nada.

Para se ter um preço justo e com lucro, é preciso haver um equilíbrio entre:
• Preço de custo;
• Preço de venda;
• Salário que você quer ganhar e
• Lucro.

Como fazer isso?
Vamos lá que eu vou te ensinar passo a passo como calcular.
Imagem: Aline Camilla

O que você deve considerar para calcular o preço de venda da sua peça:

1. Custo da matéria prima
Custo de todo o material que você usou para produzir a peça.

2. Frete
Se você vende pela internet e é você que paga o frete, ele tem que ser considerado.
Mas se for o cliente que paga, desconsidere esse item.

3. Custos fixos
São os gastos que você tem para manter o seu ateliê se você vender uma ou várias peças, como: água, luz, telefone, internet e outros.

4. Horas trabalhadas
Quanto tempo você leva para produzir a peça e quanto você quer ganhar de salário por mês.

5. Impostos
Se você tem uma empresa registrada, você paga imposto e isso deve ser considerado.

6. Custo da embalagem
Você deve considerar o custo da embalagem que você vai usar para enviar seu produto.

7. Lucro
O lucro é o que vai permitir o seu negócio crescer.
Imagem: Stevepb

Detalhe:
Esses são os principais itens, mas eles não se aplicam a todos os tipos de artesanato. Pode ser que a sua peça não tenha alguns dos itens citados, então você desconsidera eles; e pode ser também que a sua peça tenha outros itens que devem ser considerados e que não foram citados acima, então você acrescenta eles.

Vamos agora fazer juntos um exemplo?
Imagem: Aline Camilla 

Tomemos como exemplo a bolsa acima:

1º Custo da matéria prima:

Tecidos: você pode perceber que existem 6 tecidos diferentes e mais o do forro.
Os 6 tecidos de fora, 30 cm de cada são suficientes e o do forro 50 cm.
Preço médio do m de tecido: R$ 19,90
Então 6 tecidos de 30 cm cada = 1,80 m + 0,5 m do forro = 2,30 m vezes R$ 19,90 = R$ 45,77

Zíper: gasta 1,5 m de zíper e 2 cursores

Preços:
Zíper: R$ 1,35 o m vezes 1,5 = R$ 2,00
Cursor: R$ 0,40 cada vezes 2 = R$ 0,80
Então:  2,00 + 0,80 = R$ 2,80

Ferragens: vai precisar de 2 meia argolas, dois mosquetões e 1 regulador de alça.

Preços:
Meia argola: R$ 0,65 vezes 2 = R$ 1,30
Mosquetão: R$ 3,50 vezes 2 = R$ 7,00
Regulador de alça: R$ 0,60
Então: 1,30 + 7,00 + 0,60 = R$ 8,90

Filme termocolante: 20 cm são suficientes.
Preço: R$ 8,50 o m vezes 0,20 = R$ 1,70

Manta acrílica: 50 cm são suficientes.
Preço: R$ 6,90 o m vezes 0,50 = R$ 3,45
Os tecidos utilizados para fazer os bichinhos não acho necessário considerar, pois geralmente usamos retalhos de sobras.

Total  da matéria prima: R$ 45,77 + R$ 2,80 + R$ 8,90 + R$ 1,70 + R$ 3,45 = R$ 62,62
Imagem: Meditations 

2º Frete
Meus clientes é que pagam o frete, então não considero este item

3º Custos Fixos
Telefone: não tenho telefone fixo e gasto média de R$ 40,00 em créditos no celular por mês.
Internet: pago em média R$ 100,00 por mês.
Eu trabalho em casa, então a água e a energia eu não vou considerar.
Total mensal de custos fixos = R$ 40,00 + R$ 100,00 = R$ 140,00
Mas quantas bolsas como esta você consegue fazer em 1 mês?
Eu gasto cerca de 10 horas para fazer 1 peça.

A carga horária média de trabalho semanal é de 44 horas vezes 4,5 semanas no mês = 198 horas por mês... 198 : 10 = 19,80

Arredondando essa quantidade, consigo fazer então 19 peças por mês.
Divido então o total dos custos fixos pelo total de peças que consigo produzir no mês:
R$ 140,00 : 19 = R$ 7,37

Então: Custos fixos por peça = R$ 7,37

Se você está gostando desse artigo, eu te convido a acompanhar uma Live que eu fiz há alguns dias sobre esse mesmo assunto: http://bit.ly/liveprecodevenda
Imagem: Google

4º Horas trabalhadas
Qual é o salário que você quer ganhar por mês?
Eu por exemplo quero ter um salário de R$ 1.500,00 por mês.
Como já mostrei no item anterior, uma pessoa consegue trabalhar 198 horas por mês.
R$ 1.500,00 : 198 = R$ 7,57

Minha hora de trabalho vale R$ 5,05, como gasto 10 horas para fazer uma bolsa: R$ 7,57 vezes 10 = R$ 75,70.

Então minhas horas de trabalho por bolsa = R$ 75,70

5º Impostos
Tenho firma aberta como MEI e pago R$ 48,70 reais por mês.
Como consigo fazer 19 peças por mês: R$ 48,70 : 19 = R$ 2,56
Então impostos por peça = R$ 2,56

6º Custo da Embalagem
Costumo gastar R$ 3,50 com uma embalagem para uma bolsa nesse tamanho.
Então custo da embalagem R$ 3,50

7º Lucro
A margem de lucro que você vai colocar é um critério seu: 30, 40, 50,…, 90, 100%.
Nesse momento é bom você fazer uma pesquisa na internet por peças semelhantes às suas e comparar o preço delas com o que você pretende colocar.

No caso dessa bolsa eu acrescentarei mais 1 item:

8º Prensagem
Eu pago R$ 2,50 por parte a ser prensada na máquina de estampar, como são 2 nesse caso: R$ 2,50 vezes 2 = R$ 5,00
Total da prensagem por bolsa = R$ 5,00

Calcular o preço final somando todos os itens então:
R$ 62,62 + R$ 7,37 + R$ 75,70 + R$ 2,56 + R$ 3,50 + R$ 5,00 = R$ 156,75

Agora acrescente a % que você quer ter de lucro... No meu caso eu costumo acrescentar 20%.

Então: R$ 156,75 + 20% =  R$ 188,10
Esse é o meu preço de venda ideal!

Nesse caso, eu sei que qualquer valor menor que R$ 156,75 vai me dar prejuízo e eu posso ajustar a porcentagem de lucro que quero ter comparando com os valores dos meus concorrentes.

Se perdeu nas contas?
Achou difícil fazer tantas contas?
Eu tenho uma novidade pra você meu querido leitor!

Me chame no WhatsApp, me passe o seu nome e o seu e-mail que eu vou te enviar uma PLANILHA GRATUITA na qual você joga todos esses dados e ela calcula automaticamente o preço de venda ideal da sua peça artesanal.

Espero por você no Zap... É só clicar nesse link :)
Imagem: Google

Todos os nossos artigos são elaborados para atender às suas necessidades de conhecimento.
Portanto, o seu comentário é muito importante pra nós!

Deixe abaixo a sua crítica, sugestão e o que mais desejar para que possamos cada vez mais produzir conteúdo útil pra você artesã(ão).

Tchau e até o próximo artigo!

Artigo
Aline Camilla
Graduada em Matemática, Artesã, empreendedora digital e especialista em Docência do Ensino Superior e Marketing Digital para o mercado de artesanato.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe seu comentário

Post Top Ad

Visite nosso Instagram