Post Top Ad

Lagartixa no ambiente: Os prós e contras

Lagartixa no ambiente
Apesar de muitas pessoas sentirem uma espécie de mal-estar na presença de uma lagartixa, esse réptil proporciona um tipo bem específico de limpeza em um ambiente. As lagartixas comem aranhas, gafanhotos, cupins, baratas, grilos, mariposas, moscas, percevejos, besouros, mosquitos, formigas e até escorpiões. 

Por outro lado, são hospedeiras de diversos parasitas, como a bactéria salmonela (que está presente no organismo da maioria dos répteis). Sendo uma portadora, ela transportará a salmonela através das fezes. Como é bem comum Lagartixas pisarem em suas próprias fezes, ela perambulando pela casa, pode por exemplo contaminar alimentos que ficam expostos como frutas ou até mesmo talheres, já que gostam de lugares escuros. Neste caso, lavar sempre os alimentos que vai consumir e também higienizar objetos quando for usar, diminui bastante o risco de se contaminar. E principalmente, se pegar um réptil nas mãos, lave-as na sequência evitando assim qualquer contágio, em especial crianças, que tem o hábito de colocar a mão na boca.

Outra situação que também pode acontecer é contaminar gatos domésticos com Platinossomíase, conhecido como “envenenamento por lagartixa", já que eles costumam caçá-las.

Por um lado é bom tê-la como inseticida natural, mas por outro tem essas adversidades.
De origem Africana, provavelmente chegou ao Brasil no Século XVIII nos navios negreiros e hoje as Lagartixas são encontradas em todo o País, inclusive é bem comum nos depararmos com elas dentro de casa.

Se preferir manter a Lagartixa longe do seu ambiente, não a mate, apenas coloque-a para fora do local, afinal de contas, ela caça muitos bichos que podem ser bem mais perigosos do que ela para nós.


Logotipo Revista Nós e Outros Olhos
Equipe Neoo
Foto: makamuki0 via Pixabay

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe seu comentário

Post Top Ad

Visite nosso Instagram