Post Top Ad

Exposição Arte Proteção

Olhe para o Céu!
Está vendo essa imensidão?
Tem muita coisa acontecendo por aí, não é verdade?

Quer saber...
Essa mesma imensidão,
que até hoje buscamos uma certa compreensão,
nos acolhe sempre como um grande abraço,
por isso,
é para onde olhamos quando precisamos de proteção!

Quando isso acontece,
uma conexão íntima e até espiritual (é incrível), também acontece!
Sabe porquê?
Porque neste exato momento,
você fica ali,
transparente,
totalmente de frente para aquilo que acredita!

E isso, isso se chama fé!

Agora olhe para você!
Está vendo essa imensidão?
Tem muita coisa acontecendo aí dentro, não é verdade?

Quer saber...
Essa mesma imensidão,
que até hoje você busca uma certa compreensão,
também tem o poder de te acolher como um grande abraço,
por isso,
é para onde deverá olhar quando precisar florescer o que há de bom em seu coração!

Aqui, a conexão também sempre acontece!
Sabe... Independente de Templos ou Igrejas, a ligação com o Divino, com o Sagrado e até mesmo com o Atemporal, sempre existirá a partir daquilo que sentimos ou do que somos atraídos, ou seja, será sempre através de uma afinidade energética. E da mesma forma que cada Ser é um Universo, cada relação espiritual também acontecerá de um jeito diferente.

Um grande sábio disse um dia que para aprendermos o verdadeiro caminho da espiritualidade (e até mesmo sobre a nossa conexão com o cosmos), antes de mais nada devemos compreender a energia do alimento que consumimos todo santo dia, seja ele físico, mental ou espiritual. E essa mesma energia, que primitivamente nos conecta com o elemento terra, contempla 7 níveis diferentes (ou realidades se assim quiser dizer) e devem ser trabalhados por todo indivíduo durante a sua existência neste planeta. 

Para você ter uma ideia, em vida todos nos deparamos com o alimento físico ainda quando crianças, onde a mão que nos sustenta, que cuida e que também protege, moldará boa parte dos nossos códigos de conduta. Mas é a partir do momento em que começamos a nos alimentar por nós mesmos, ou seja, sem a dependência de alguém ou algo, é que nos deparamos com o alimento mental, que é aquele que percebe todo o entorno ao seu redor e, assim como foi aprendido, começa também a ensinar. A partir dessa compreensão, em definitivo começamos a entender o tal alimento espiritual, ou seja, aquilo que plantamos para o eterno. Interessante né?

E foi pensando exatamente neste tipo de assunto e claro, em inspirar as pessoas a se atentar cada vez mais para a espiritualidade (ainda mais devido a toda essa triste realidade que estamos vivendo), hoje com muito apreço apresentamos 7 objetos que além de nos remeter a essas 7 frequências citadas mais acima, são ricas em energia e são capazes (aliadas ao nosso intento) de proteger a pessoa, o lar e o ambiente como um todo. Tendo aqui a Fé como tema principal, cada objeto/figura além de retratar o seu simbolismo cultural, também traz consigo a essência do próprio artista que o fez.

Sendo assim... Seja muito bem-vindo à nossa bela e multicultural exposição, onde através da arte e da sensibilidade de cada artista, nos instigará a criar o tão necessário campo de proteção!
 
Envolva-se!

O primeiro contato do indivíduo com o meio!
Arte representativa: Colar Triskle
Artista: Fabiana Barbe de Franco da Rocha/SP
colar triskle de cerâmica na mão de deusa hindu
O primeiro passo para o Ser que busca trilhar o caminho da compreensão espiritual, é entender tudo aquilo que está junto ao seu EU, ou seja, tudo aquilo que está ligado diretamente ao seu lado mais íntimo. Tais compreensões, além de moldarem a conduta pessoal de cada um, determinarão o tipo de vibração que iremos transmitir às outras pessoas. Então assim como em uma cozinha, onde deve-se ter sempre uma lenha acesa e alimento para todos (veja mais no conto do Legítimo Café Tropeiro), a chama da verdade que reside em nossos corações deverá estar sempre acesa, nos nutrindo da maneira correta e nos fazendo evoluir a cada dia.

Sobre a peça:
Simbolizando este primeiro passo para a espiritualidade e também nos remetendo a uma proteção íntima e social, apresentamos aqui o Colar Triskle, um colar onde seu pingente é uma espiral com 3 saídas. Muito usada na cultura celta, grega e micênicos, este é um antigo símbolo indo-europeu e sua imagem dá a nítida impressão de estar em movimento constante, o que também remete a um significado de vida e que tudo pode mudar a qualquer momento.
Criado pela ceramista Fabiana Barbe de Franco da Rocha/SP, uma artista que se inspira nas cores e na beleza da Natureza para desenvolver o seu trabalho (veja mais no especial de Dia das Mães 2021), este Colar, que traz nitidamente o 3 em seu símbolo, é capaz de conferir ação e atividade ao seu portador, pois além de trazer em sua essência uma energia muito dinâmica, ao ser usada na altura do coração, naturalmente atuará como um amuleto de proteção.

"A minha marca surgiu de um desejo de experimentar algo novo que me completasse como pessoa e uma forma de resgatar minha essência como ser humano. Eu sempre gostei de trabalhos manuais, mas a cerâmica foi uma paixão arrebatadora." Fabiana Barbe
colar artesanal

Disciplina!
Arte representativa: Quadro Santo Expedito
Artista: Cida Santos de Paraty/RJ
quadro de santo expedito em patchwork pendurado na parede
Pode até parecer estranho, mas acredite, a realidade profissional de cada pessoa também influenciará neste caminho evolutivo do conhecimento. Aqui, independente da profissão, a conduta que a pessoa terá com todos os seus compromissos, afazeres, estudos e qualquer atividade que venha a empenhar, mostrará o nível de disciplina que essa pessoa poderá ter. E isso, com certeza é uma das bases do plano físico que se refletirá diretamente no caminho da compreensão espiritual. Resumindo, evitar conflitos, ser estratégico, assumir as responsabilidades e saber lidar com outras pessoas, fará com que você molde de forma positiva a sua face pública, atraindo assim, somente as coisas boas para sua vida.

Sobre a peça:
Uma figura que nos remete muito a este tipo de conduta foi o Santo Expedido, um líder guerreiro que lutou para proteger os interesses cristãos até o seu último dia de sua vida, na qual foi muito flagelado e por fim, teve sua cabeça decepada. Popular por atender emergências, essa característica nasceu de um sonho em que ele se encontra com um corvo que o aconselhou a continuar tardando com seu objetivo: “Crás! Crás! Crás!” (em latim: “Amanhã! Amanhã! Amanhã!”) e Expedito pisoteou o corvo, esmagando-o e gritando: HODIE!, que quer dizer: “HOJE”! Nada de procrastinação! É para já! Agora!
santo expedito, o santo das causas impossíveis
Desenvolvido em tecido 100% algodão, criativo em suas cores e com um acabamento impecável em patchwork, este Quadro de Santo Expedito é uma obra da costureira Cida Santos, que além de estar a frente da Arte Cabocla em Paraty/RJ, é uma grande referência na arte costura em sua região. Sendo uma peça perfeita para estar, abençoar e proteger a sua casa, a sua simbologia irá lhe inspirar a fazer sempre o que tiver que fazer no momento que tiver que fazer.

"Quando meus filhos eram pequenos eu tinha muita dificuldade em encontrar roupas que os deixassem confortáveis e com jeito de criança! Então comecei eu mesma confeccionar as roupas deles. Como as roupas fizeram muito sucesso, comecei a fazer sobre encomenda. E há 9 anos atrás criei a marca Arte Cabocla. Arte; pelo artesanato e Cabocla lembra o lugar onde nasci. Caboclo é uma área rural de Paraty, lá eu vivi grande parte da minha vida." Cida Santos

Onde a palavra toma forma!
Arte representativa: Amigurumi Obaluaê
Artista: Flávia Gagliaci de São Paulo/SP
amigurume orixá obaluaê ao lado de tronco de árvore
O terceiro passo para aquele que busca trilhar o caminho da espiritualidade, é compreender e acreditar acima de tudo, no poder das palavras, dos pensamentos e também das plantas medicinais. Aqui, em uma tentativa de equilibrar as mais diferentes educações que podemos aprender em vida (seja em casa, na rua, na escola e muito mais), a pessoa deverá entender que a palavra que ganha forma, pode não apenas curar, mas transformar e fazer evoluir tudo aquilo que se deseja. Como num "sonho" (realidade das lembranças e lado psíquico), sabendo utilizar as palavras certas, você poderá sim, concertar todos os problemas.

Sobre a peça:
Simbolizando aqui o conceito da "cura" (principalmente por estarmos em meio a crise mundial do Corona Vírus), a figura do Orixá Obaluaê (que em Ioruba significa Rei Senhor da Terra) é algo que nos faz entender claramente o que foi dito acima, pois sendo uma divindade cultuada há muitos séculos em diversos locais da África e aproximadamente há 100 anos no Brasil, é muito associada às enfermidades e também ao poder de curá-las. E a cura global, de fato é algo que todos queremos hoje em dia!
Essa peça por exemplo, que é um Amigurumi riquíssimo em detalhes e muito bem feito por sinal, é uma obra da artista Flávia Gagliaci da FlaviAteliê em São Paulo/SP, uma empreendedora que sempre foi cativada por todas as figuras religiosas. Descobrindo através da arte do crochê um dom rico de infinitas possibilidades, Flávia desde 2019 vem criando peças bem diversas, cheias de energia (parecem até que são vivas), que nos transmitem fé, esperança, amor, proteção e muitos outros sentimentos acerca da espiritualidade.

"O lema de meu ateliê é o respeito. Independente da peça, independente da religião, o respeito pela arte e pelo artesão é primordial, não importando se a confecção envolve um Orixá, um Santo Católico, uma divindade Hindu, um Guardião ou qualquer outro que seja. Espero que as pessoas um dia possam apreciar uma peça pelo que ela representa e, respeitar o próximo e a sua Fé, é o primeiro passo para um mundo melhor." Flávia Gagliaci
obaluaê decorativo

A força das águas e o equilíbrio emocional!
Arte representativa: Escultura Iemanjá
Artista: Susy Parisotto de Londrina/PR
escultura de iemanjá no altar
Após compreendermos o poder que apenas uma "palavra" pode ter, chega a vez de compreendermos também as profundezas que existem dentro do nosso lado mais emocional. Sim, aqui estamos falando dos sentimentos que invadem os nossos corações e que vão desde o mais leve suspiro, às situações mais extremas da vida. Então tal como a Lua, que maneja a dança das águas do nosso Planeta, as águas do nosso emocional devem ser manejadas com muito carinho, leveza e certeza. Assim, tudo na vida fluirá como realmente tem de ser. O controle aqui é a chave!

Sobre a peça:
Considerada a Rainha das Águas, a figura de Iemanjá (um Orixá para estar bem pertinho de você) simboliza perfeitamente a força das águas e o equilíbrio emocional que tanto buscamos. Protetora por natureza e sempre se mostrando presente quando solicitada, muitas pessoas que não são devotas acabam tendo um apreço por ela devido a forte cultura presente em nosso país e claro, pelas festividades anuais que ocorrem nas praias.
Inspirada na divindade como uma energia delicada e ao mesmo tempo muito forte, poderosa e rica em simbologia, como por exemplo, os braços de um modo acolhedor, a artista plástica Susy Parisotto de Londrina/PR nos mostra uma peça totalmente feita em alumínio fundido e que nos transmite muita positividade ao ser observada. Com detalhes que chamam a atenção, essa escultura será capaz de te lembrar o quão você é importante para a sua vida e quão é importante não fazer tempestades em copo d'água. Certo!

"Sempre tive contato com a Arte na vida, sendo cada época de uma maneira diferente. Quando criança tive uma forte ligação com a Dança, já com as Artes Plásticas, foi desenvolvendo ao longo do tempo. A Alumínios Parisotto é o resultado de toda uma trajetória ligada à Arte de um modo geral." Susy Parisotto
escultura de iemanjá em alumínio fundido

Convivência como parte natural do Todo!
Arte representativa: Quadro Deusa Pagã da Razão
Artista: Elisa Riemer de Maringá/PR
quadro com deusa pagã em moldura rústica
Considerada a nossa parte mais feminina, ou seja, aquela que espera alguma coisa acontecer, nesta 5ª frequência do caminho da espiritualidade devemos compreender que tudo nesta vida acontece no seu tempo certo e que muitas vezes, devemos ter de fato, paciência. Aqui não adianta forçar, pois assim como uma nascente, que mesmo sem chuva brotará água no seu tempo certo, a nossa convivência como parte do Todo deverá ser sempre harmoniosa e a mais natural possível, pois somente assim, a transmutação do Ser acontecerá. É realmente pura magia!

Sobre a peça:
Para elucidar esse caminho, a filosofia do Paganismo é de longe uma das mais próximas que possamos ter do culto à natureza. Celebrando todas as entradas e picos das estações, cada cultura (que pratica essa filosofia de vida) compreende que cada estação será o momento certo para tomar determinadas ações. Simbolizando então esse real contato com o que está acontecendo no cosmos, a Deusa Pagã da Razão vem para nos mostrar que na dúvida, é só chamar, clamar e devotar a intuição, pois sobre os caminhos, está você, a master bússola que te levará ao destino certo.
Nos mostrando a complexidade das relações entre as mulheres, do amor e das muitas sensações que todos possamos sentir, a exótica, instigante e hipnótica "Deusa Pagã da Razão", é um feito criado pela conceituada artista gráfica Elisa Riemer de Maringá/PR. Utilizando um mix de símbolos, colagens e fotomontagens, Elisa nos inspira com sua sensibilidade a adentrar em um novo universo, onde tudo, mas tudo mesmo, é realmente possível.

"Nasci pedrinha, filha do meio, menina rocha com medo de água. Cresci montanha, pronta para aguentar todos os fenômenos naturais possíveis, o tempo, a chuva, os dias de sol, colisões, erupções… mas sempre há em meio às rochas uma nascente. Descobri na arte meu riozinho sorrateiro, fui brincando de fluir e o resultado foi essa relação cada vez mais profunda que tenho com meu trabalho. Cada obra é um riacho de alívio, sou eu, sem medo de ruir, escorrendo em mil tons, correndo como a água em direção a descoberta de mim mesma." Elisa Riemer
quadro com deusa pagã na natureza

Não dê trabalho ao estômago!
Arte representativa: Gnomos de Jardim
Artista: Gislaine Forbes de São Paulo/SP
gnomo de jardim decorativo meditando
Todos sabemos que uma das formas mais conhecidas para alcançar a plenitude é a meditação, pois através do não pensar, da postura adequada e da respiração controlada, podemos mudar incrivelmente (e positivamente) a nossa frequência energética. Inclusive, em alguns casos quando o estômago não está trabalhando, ou seja, em jejum, podemos até alcançar níveis ainda mais superiores (nirvana). Por isso, o "não se dar trabalho ao estômago" é (e sempre será) visto por muitos como uma das chaves para abrirmos a percepção para a verdadeira realidade que vivemos.

Sobre a peça:
Protegendo o quintal contra animais peçonhentos, embelezando com muita autenticidade e representando graciosamente a firmeza do elemento terra, os Gnomos de Jardim, por serem elementais que acessam facilmente outras realidades, representam muito bem este estado meditativo que todos podemos alcançar. Aqui no caso, mesmo sendo objetos decorativos (veja muito mais na Sua Horta em Vasos), são capazes de cruzar a ponte do imaginário para nos dizer apenas uma coisa; só depende de você!
Feito de resina e pintado um a um manualmente, as peças mágicas do Jardim de Fadas de São Paulo/SP foram feitas para estar no seu jardim faça chuva ou faça sol. Inspirada nos clássicos originários que remontam o ano de 1893, Gislaine Forbes (idealizadora da marca) nos mostra que até uma pequena peça, pode sim ser uma obra de arte, pois aqui, a magia irá acontecer dependendo da intenção do seu observador.

"Temos um acervo com mais de 1.000 acessórios de diversos tamanhos e formatos. Com eles, oferecemos peças criativas pintadas à mão por artistas brasileiros, gerando assim, renda para quem cria e vende seus mini jardins e terrários. Nossas peças são embaladas uma a uma com papel de seda, um toque de magia e um carinho especial para o cliente que está adquirindo nossos acessórios." Gislaine Forbes
gnomo meditando ao lado de ponte

A verdade de cada um!
Arte representativa: Escultura de Buda
Artista: Susy Parisotto de Londrina/PR
escultura de buda em ferro fundido meditando ao lado de árvore
Independente de crenças ou religiões, aquele que busca o caminho da espiritualidade deverá ter um local para conversar com o divino. Sendo esta a frequência que faz a pessoa chegar à iluminação (diziam que Buda viveu nesta realidade), pode-se dizer que aqui você estará conectado diretamente com o cosmos. E novamente, a verdade de cada um é que determinará a intensidade desta conexão. Por isso, mesmo que seja para agradecer por mais um dia vivo neste Planeta, pare, agradeça por tudo, respire fundo e siga em frente. Lembre-se... A conexão sempre acontece!

Sobre a peça:
Há aproximadamente 2500 anos, o príncipe Sidarta Gautama saiu para um passeio fora do seu próspero reino e se deparou com muito sofrimento (pessoas passando fome, doentes, etc...) e a partir daí, decidiu sair em busca da verdade, para que assim, pudesse solucionar os problemas da vida. Ele procurou por Mestres e ensinamentos, mas nada que encontrou lhe trouxe satisfação. Foi quando após um banho no rio Nairanjana, se sentou na posição de "Lótus" para meditar sob uma figueira e ali atingiu a iluminação, passando assim, a ser chamado de Buda.
Além de palestrar para animais em meio a floresta, este primeiro Buda acreditava que tudo na vida está em movimento e que toda ação gera uma reação, por isso, iluminou o caminho de muitas pessoas, transmitindo sua sabedoria e paz.

Sendo esta outra peça desenvolvida em alumínio fundido pela artista plástica Susy Parisotto de Londrina/PR, pode ter certeza, assim como os ensinamentos desse grande mestre, é uma obra de arte que pode durar muitas e muitas gerações, inspirando os membros da família a seguirem o caminho do bem e ajudar o próximo sempre que puder. É uma peça linda demais e merece todo o cuidado!
buda meditando ao pé de uma árvore
Como deu para perceber, pequenos detalhes, senão melhor, atitudes, são capazes de influenciar diretamente o nosso caminho físico, mental e principalmente espiritual. E sim, a cada dia, exatamente, a cada santo dia podemos transitar entre essas diferentes realidades sem sequer notar, pois na correria do dia a dia, as vezes até esquecemos do que almoçamos, rs, não é verdade?

Então para você que compreendeu um pouco do que aqui foi falado e que tentará levar para a sua vida o melhor do que pôde absorver, tente prestar mais atenção nas indicações que a sua intuição te dá diariamente. Desta maneira, você perceberá que a nossa vida está repleta de pequenas ações que, dependendo da nossa vibração, poderão ser suficientes para nos conectar cada vez mais com a centelha divina.

Lembre-se...
Fique atento aos detalhes,
pois a conexão,
essa sim,
sempre irá acontecer!

Só depende de você!

Até a próxima 🙏

Conheça mais sobre os produtos apresentados:
Redirecionamento para "Instagram" ao clicar nas imagens.
Revista Nós e outros Olhos
Créditos de Conteúdo e Fotografia:

Participação especial como cenário: 👇

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe seu comentário

Post Top Ad

Acesse o nosso Instagram